Aguarde, transmitindo informações...




Alunos das EPG Edson Nunes Malecka participam do Projeto Brincando com Pipas

Por Danielle Andrade

Publicado em 12/06/2019, às 09:01

Editado em 14/06/2019, às 09:03

Alunos da EPG Professor Edson Nunes Malecka receberam nesta quarta-feira (10), o evento de abertura do Projeto Brincando com Pipas, no Teatro do CEU Ponte Alta. Parceria entre a EDP Bandeirante, por meio do Instituto EDP, Instituto Evoluir e a Prefeitura de Guarulhos, a iniciativa contou com a divertida contação de história “Entre pipas, como passarinhos”, com a Cia Passarinho.

“Entre pipas, como passarinhos” é uma história repleta das fantasias da pipa chamada Sofi, que exalta as brincadeiras ao ar livre ao mesmo tempo em que oferece dicas de segurança para as crianças e suas famílias. 

A programação marcou a continuidade das atividades do projeto, que tiveram início na Rede Municipal no ano passado. O encontro contou com as presenças da diretora do Departamento de Orientações Educacionais e Pedagógicas (DOEP), Solange Turgante Adamoli, do diretor da unidade escolar, Manoel Português, e do representante do Instituto EDP, Paulo Ramicelli.  

Para Solange, são fundamentais atividades enriquecedoras como essas. “A pipa é um brinquedo popular e acessível para todos, e no mês de julho o céu de Guarulhos fica ainda mais colorido com ela. O projeto mobiliza a curiosidade das crianças para conscientização e também para que tenham um tempo de muita diversão sem deixar de fora a segurança”, explicou a diretora sobre a importância da ação.

Neste ano, o projeto visa conscientizar cerca de 6 mil crianças e adolescentes de escolas municipais, do 1º ao 5º ano, a brincarem com segurança, além de alertar para os riscos da proximidade com a rede elétrica. As ações envolvem palestras, desenvolvimento de projetos, além da contação de histórias e revoada de pipas juntamente com toda a comunidade escolar. As escolas participantes são: Edson Nunes Malecka, Jorge Amado, Mario Quintana, Gilmar Lopes e Tom Jobim. 

“A conscientização é a melhor forma de trabalhar a questão da segurança e o projeto Brincando com Pipas nos mostra na prática que é possível ter resultados efetivos na redução de ocorrências por meio da educação.”, destacou Paulo Ramicelli.

Formações de professores

O projeto também oferece o programa de formação com professores, que conta com círculos de aprendizagem, acompanhamento pedagógico semanal e formações presenciais. O primeiro módulo aconteceu no último sábado (8), no Adamastor centro, com a participação de 57 educadores da Rede Municipal, no qual foram abordados temas como a importância do brincar para o desenvolvimento integral das crianças e o uso da metodologia de aprendizagem, baseada em projetos para estimular a criatividade e o protagonismo infantil.