Cookie Consent by FreePrivacyPolicy.com Portal da Secretaria de Educação de Guarulhos


Todo dia é dia de índio na EPG Álvares de Azevedo




Publicado em 04/09/2019
Editado em 08/01/2020, às 15:21

334 visualizações

“Foi muito interessante aprender que os indígenas também estão na nossa sociedade, e não só nas florestas como a gente imaginava”. Assim, Antônio Gabriel de Oliveira Feitoza, aluno do 5º Ano da EPG Álvares de Azevedo resumiu o que foi o mês de aprendizagem sobre a cultura indígena.

Ao longo do ano, a escola está promovendo uma série de atividades sobre o tema e, durante o “Agosto Indígena”, ações interdisciplinares levantaram uma série de discussões sobre a natureza, a miscigenação da identidade do povo brasileiro e valores essenciais para a sociedade a partir da reflexão sobre Direitos Humanos.

Cada turma, do 1º ao 5º ano, abordou o tema de acordo com a faixa etária e conhecimentos anteriormente trabalhados em sala de aula. Questões relacionadas ao contexto histórico, culinária, arte, cultura, lendas, jogos e brincadeiras, etnias diversas e, principalmente, a integração dos povos indígenas foram amplamente discutidos. 

E, no final, ficou claro para todos os participantes a importância dessa cultura na formação de nossa identidade. O aluno Everson Carvalho Conceição, também do 5º Ano, destaca que “precisamos respeitar as diferenças culturais e refletir sobre a situação atual dos povos indígenas”. 

Os professores conduziram o processo de aprendizagem participando de diversos painéis e formações em hora-atividade, com destaque para a apresentação “Desfazendo estereótipos, diluindo contradições... O caminho reflexivo da questão indígena”, mediada pela professora Viviane Lourenço da Silva, pós-graduada em Linguística Indígena e em História de Guarulhos. 

Outras formações e discussões, em hora-atividade, tiveram contribuições da Coordenadora Pedagógica Taís Carenzi e da equipe docente, levando informações cada vez mais atualizadas aos alunos. Toda a comunidade escolar esteve envolvida, inclusive os familiares que, conhecedores do projeto, valorizaram ainda mais as diversas atividades desenvolvidas e recursos utilizados.

Foram explorados os vídeos/documentários “Raízes do Brasil”, pesquisa de textos informativos, leitura de imagens, produções textuais, ilustrações, construções de cartazes, maquetes, entre outros. Para agentes escolares Muciane Maria Siqueira Oliveira e Telma Nunes da Silva: “Foi bonito perceber que todos conheciam o trabalho que estava sendo desenvolvido. Ouvíamos discussões muito pertinentes sobre o tema, entre alunos e funcionários”. 

Como fechamento do tema trabalhado, a EPG Álvares de Azevedo recebeu a visita da família indígena Wasu Cocal, que falou para os estudantes sobre o seu dia a dia, apresentaram jogos, brincadeiras, utensílios e pintura facial. 

Com a conclusão do “Agosto Indígena”, fica a certeza de que a escola está contribuindo para a formação de cidadãos respeitosos, conscientes e que sabem da importância de valorizar a cultura em seus mais diferentes matizes. Mas do que bons alunos, a EPG Álvares de Azevedo está preocupada em oferecer à sociedade agentes que superem os preconceitos e busquem sempre a justiça social. 

 


 


 




Outras Notícias