Cookie Consent by FreePrivacyPolicy.com Portal da Secretaria de Educação de Guarulhos


Cineasta guarulhense lança curta-metragem sobre violência contra a mulher



Por Carla Maio
Publicado em 27/09/2021
Editado em 27/09/2021, às 17:20

333 visualizações


O processo de criação, inspiração, desafios e a temática do curta-metragem Obrigada, filme escrito e dirigido pela guarulhense Ingrid Novak, foram temas de debate após exibição que aconteceu no último sábado (25), no Salão de Artes do Adamastor. O evento de lançamento integra contrapartida e prestação de contas de projeto contemplado pelo FunCultura, com recursos da Lei Aldir Blanc.

Além de Ingrid Novak, o evento de pré-estreia contou com as presenças do elenco do curta, os atores Viviane Clara, Lucas Branco, Felipe Ferracioli, da equipe de produção Letícia Alves, Janaina Reis, Fernanda Campos, Jennifer Santos, entre outros.

O curta aborda reflexões e debates acerca das violências veladas contra a mulher, que são aceitas e naturalizadas diariamente no convívio social.  

“A inspiração para o curta surgiu do incomodo das mulheres em relação aos abusos cotidianos e das sutilezas do machismo. Em conversas com outras mulheres, recebi relatos muito parecidos uns com os outros, me identifiquei bastante com alguns deles, e essa somatória de ideias, de situações e experiências comuns, resultaram nesse trabalho que ficou incrivelmente satisfatório do ponto de vista do que foi idealizado”, explicou Novak.

Para contemplar o edital do FunCultura, o projeto priorizou uma equipe com moradoras de Guarulhos. Com cenas filmadas em locações da cidade, como o Bosque Maia, Obrigada prima por uma equipe majoritariamente feminina, escolha que, segundo Novak, também objetivou o desenvolvimento profissional e pessoal das integrantes. “Falamos sobre um tema delicado, que só quem vive consegue abordá-lo de forma próxima da realidade, então, faz muito sentido contar essa história com a colaboração de uma equipe formada por mulheres”, observou. 

 Primeiro filme da jovem cineasta de 26 anos, Obrigada conta a história de uma corredora, afastada do atletismo, que volta a treinar tentando superar o trauma que a fez abandonar a carreira. Abalada e visivelmente traumatizada com os acontecimentos, a atleta enfrenta dificuldades para lidar com as exigências de seu treinador, que surgem como obstáculos no percurso e influenciam a relação dos dois. Ao atingir o nível de máxima exaustão, a esportista se dá conta de que está só, apenas na presença de suas lembranças e fantasmas do passado.

“Fazer parte desse projeto, composto em sua maioria por mulheres, no qual tive a oportunidade de desempenhar um papel pela minha condição de mulher, que também vivencia essas situações de violência e não pela cor da minha pele, é parte de um processo de desenvolvimento e evolução artístico importante para minha profissão, para esse fazer diferente, essencial para a arte”, pontuou a atriz Viviane Clara, que interpreta a atleta.

A inscrição do filme em festivais nacionais e internacionais, de acordo com Novak, objetiva garantir maior alcance do curta ao público. Por isso, visando ao ineditismo da obra, exigência em grande parte desses festivais, nesse primeiro momento o curta-metragem não ficará disponível para exibições.




Assuntos Relacionados

Cultura


Outras Notícias