Cookie Consent by FreePrivacyPolicy.com Portal da Secretaria de Educação de Guarulhos


Processo de inclusão de alunos imigrantes é tema de formação em Guarulhos



Por Danielle Andrade
Publicado em 04/03/2022
Editado em 08/03/2022, às 5:53

747 visualizações

Nesta quinta-feira (3), pela primeira vez na rede municipal de ensino, os assistentes de gestão escolar receberam formação oferecida pela Prefeitura de Guarulhos sobre atendimento e acolhimento aos educandos imigrantes e as suas famílias a partir das dúvidas e experiências compartilhadas pelos próprios profissionais. O evento ocorreu no Adamastor e nesta sexta-feira (4) acontece a formação para os agentes escolares no mesmo local.  

Com o objetivo de superar os desafios que envolvem o processo de inclusão dessas pessoas no cotidiano das escolas desde o momento da matrícula, os assistentes oferecem suporte a esse público e foram orientados sobre o acolhimento como ponto de partida para a garantia de direitos a todos, a importância da empatia em relação às diferenças culturais e que é preciso romper as barreiras para combater o preconceito na perspectiva de uma educação inclusiva e democrática.

“O acolhimento de alunos e alunas imigrantes está para além de proporcionar o acesso à escola, passa necessariamente por romper visões preconceituosas e estereotipadas sobre a população imigrante ainda presentes em nossa sociedade. Nesse sentido, toda a equipe escolar tem um papel fundamental”, explica a chefe de Diversidade e Inclusão Educacional da Secretaria de Educação, Claudia Lucena.


Estagiários 

Ainda nesta quinta-feira, a Secretaria de Educação promoveu o primeiro encontro formativo com os estagiários do projeto Na Diferença Se Faz e Se Aprende – 2022 no teatro do Adamastor. Com o tema Ética na Escola, a formação reuniu estagiários em pedagogia e enfermagem que atuam nas Escolas da Prefeitura de Guarulhos, que contribuem para o auxílio pedagógico e o apoio à inclusão escolar das crianças com deficiência.  

Atualmente a rede municipal de ensino conta com 221 estagiários do projeto Na Diferença Se Faz e Se Aprende, que recebem formação mensalmente pela equipe de profissionais do Departamento de Orientações Educacionais e Pedagógicas (Doep). Para aprofundar o tema ética na educação, foram apresentados vídeos de especialistas na área sobre o assunto, trabalho em subgrupos, além de momentos de reflexão a partir das experiências dos estagiários com os alunos, professores, gestores e famílias para aperfeiçoamento da convivência.  

Ao logo do ano os temas abordados nas formações serão: De uma escola inclusiva a uma escola para todos; O educando com deficiência visual (cego e baixa visão): recursos e apoios necessários; Comunicação alternativa; O processo de aprendizagem e desenvolvimento dos educandos com múltipla deficiência sensorial; Vamos falar sobre TEA (Transtorno do Espectro Autista); As relações entre deficiência física e os processos de aprendizagem e desenvolvimento; Deficiência auditiva no contexto do ensino regular; Tecnologia assistiva no espaço escolar; e A inclusão e seus desafios no contexto escolar. 

Além desses estagiários, mais 177 iniciantes participaram da formação inicial no auditório térreo da Secretaria de Educação nesta quinta-feira a fim de receberem as primeiras orientações sobre o trabalho que irão desenvolver junto aos professores das salas regulares a partir do contexto histórico que favorece a compreensão dos avanços rumo a escolas inclusivas. Os educadores que fazem parte do programa Educa Mais participaram de formação específica no Adamastor e os professores das entidades parceiras de forma online na plataforma Teams.

Galeria




Outras Notícias