Cookie Consent by FreePrivacyPolicy.com Portal da Secretaria de Educação de Guarulhos


Guarulhos amplia o tempo de permanência dos alunos nas escolas da rede municipal



Por Bárbara Braz
Publicado em 22/09/2022
Editado em 23/09/2022, às 10:03

198 visualizações


A Prefeitura de Guarulhos, a partir de uma reorganização da rede municipal, eliminará o turno intermediário em 44 escolas da rede própria. Com essa redução, a Secretaria de Educação, a partir do próximo ano, vai ampliar a carga horária dos estudantes de quatro para cinco horas diárias, favorecendo o desenvolvimento integral das crianças.

Desta forma, os alunos da rede municipal passarão a ter 200 horas a mais de aula no ano. O quadro de professores da Prefeitura também está sendo ampliado, conforme as contratações realizadas recentemente. 

Em 2016, apenas 50 escolas municipais atendiam em dois períodos. Atualmente, das 153 unidades da rede, 104 já oferecem atendimento em jornada dupla. Com a reorganização, em 2023 serão 148 escolas atendendo em dois turnos. Desta forma, o número de escolas com três turnos será reduzido para apenas cinco. Em 2024 todas as unidades escolares terão o horário de atendimento ampliado. 

“Trata-se de um grande marco na educação de Guarulhos. Eliminar o terceiro turno é uma meta que temos desde 2017 e vamos cumprir até 2024, pois o atendimento de qualidade das crianças é nossa prioridade. A escola deve garantir condições para que elas tenham o seu desenvolvimento de forma integral, o que inclui estrutura física, alimentação de qualidade, qualificação dos professores e segurança. O aumento de 200 horas de aula/ano contribuirá para a aprendizagem, reforçando o nosso compromisso com aqueles que são o futuro da nossa cidade”, comentou o prefeito Guti. 


Busca Ativa

A iniciativa da Secretaria de Educação parte do programa Busca Ativa da Demanda Escolar, que tem como objetivo criar condições práticas para o enfrentamento da exclusão e da evasão escolar, agravadas pela pandemia.

De acordo com o secretário de Educação, Alex Viterale, o programa atua para garantir que as crianças estejam na escola e foi extremamente necessário para a reorganização da rede municipal. “Técnicos do programa realizam visitas nas escolas e pelos bairros e mapeiam os motivos pelos quais a criança está fora da escola. Na busca ativa a secretaria vai detectar a demanda reprimida por vagas na cidade e identificar crianças de zero a seis anos que ainda estão fora da escola”, disse Viterale, que observou ainda que a melhoria do atendimento no ato da matrícula e a permanência do aluno na escola são focos essenciais da pasta, além da garantia de uma educação pública de qualidade e com equidade.




Outras Notícias