Cookie Consent by FreePrivacyPolicy.com Portal da Secretaria de Educação de Guarulhos


Sarau reúne diversas expressões artísticas com alunos da EPG Izolina Alves David



Por Danielle Andrade
Publicado em 01/12/2022
Editado em 05/12/2022, às 11:57

167 visualizações

Música, releitura de obras, pintura em tela, fotografia, pesquisa, vídeos. O sarau na Escola da Prefeitura de Guarulhos (EPG) Izolina Alves David, no Parque Santo Antônio, reuniu inúmeras apresentações artísticas com momentos de muito aprendizado com as crianças e a comunidade escolar. O projeto abordou a Semana de Arte Moderna de 1922, que completou um século neste ano com estudos sobre artistas brasileiros como Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Anita Malfatti, Di Cavalcanti, entre outros.

Todas as doze turmas da escola do ensino fundamental participaram do sarau, que aconteceu no último dia 18 em dois períodos. Ao todo participaram 150 alunos e cerca de 200 convidados.


O projeto anual teve como foco apresentar à comunidade escolar, por meio do sarau, um pouco do que foi trabalhado em sala de aula, o que incluiu um recorte de tudo o que acontece diariamente, alinhado ao processo de alfabetização na perspectiva do letramento.

“Trabalhamos a leitura e a escrita sempre baseados no contexto das práticas sociais e do que é significativo para o nosso educando, por exemplo, as cantigas de roda e as parlendas. Nossa rotina diária contribui para a construção de uma comunidade escolar leitora e com o projeto do sarau não é diferente. A partir do tema escolhido pelas turmas aprendemos as mais variadas expressões de arte, dentre elas leitura de diversos gêneros, poesia, contos, música, entre outras manifestações artísticas”, explica Melissa Rossella, coordenadora pedagógica da EPG Izolina Alves David.

O projeto foi abraçado pelos professores especialistas em educação física. As crianças estudaram jogos africanos como o mancala, em referência à Copa do Mundo. Já nas aulas de artes o trabalho foi coletivo com pintura em tela, com a participação dos funcionários da escola, e a exposição dos quadros nas paredes da escola.

O planejamento do sarau destacou ainda o direito à aprendizagem de todos os alunos inseridos no ambiente escolar a partir de diversas linguagens, estratégias, enfoques e materiais para que todos pudessem participar e aprender de forma consciente no seu próprio tempo, além de abordar questões sobre a diversidade. “Acreditamos que a aprendizagem acontece no dia a dia, é um trabalho de cooperação e de exercício da empatia para a resolução de conflitos por meio de rodas de conversa, jogos, entre outras ações que nos auxiliam nesse trabalho com as crianças”, destaca Patrícia Wasser, diretora da unidade escolar.

Galeria



Assuntos Relacionados

Educação Ensino Fundamental


Outras Notícias