Cookie Consent by FreePrivacyPolicy.com Portal da Secretaria de Educação de Guarulhos


4º Seminário da Pessoa com Deficiência de Guarulhos discute a garantia dos direitos de aprendizagem



Por Danielle Chaves
Publicado em 24/08/2023
Editado em 31/08/2023, às 11:22

607 visualizações

Na manhã desta quarta-feira (23) a Secretaria de Educação de Guarulhos promoveu a 4ª edição do Seminário da Pessoa com Deficiência, no Teatro Adamastor, que discutiu a garantia dos direitos à aprendizagem e práticas pedagógicas voltadas a crianças com deficiência, além do combate ao capacitismo por meio de políticas públicas de inclusão em espaços escolares, serviços e âmbitos sociais. 

O vice-prefeito, Professor Jesus, enalteceu o trabalho da atual gestão e dos educadores municipais em relação à educação inclusiva, à acessibilidade e ao vínculo com alunos com deficiência. “Vai além do brincar e interagir; as crianças precisam ter seus direitos de aprendizagem garantidos por meio de políticas efetivas, que gerem uma sociedade de fato mais inclusiva”, disse.

Desde 2017 a rede municipal de educação tem conquistado avanços inclusivos e conta atualmente com 83 escolas-polo do atendimento educacional especializado, novos agentes de inclusão e 500 estagiários da área, equipamentos educacionais como o Tix Letramento para auxiliar alunos com deficiências físicas e motoras ou cognitivas, além de classes bilíngues para crianças surdas. Recentemente também foi iniciado o suporte a bebês surdos.

A palestrante Fernanda Miranda da Cruz, docente em letras da Unifesp, abordou a compreensão do cotidiano escolar, a interação social e a inclusão a partir do ponto de vista neurológico, que contempla a diversidade de cérebros, de níveis de suporte e de perfis do transtorno do espectro autista (TEA). “Precisamos compreender o cotidiano escolar, pois, como educadores, somos os responsáveis por multiplicar essa informação”, ressaltou.

A apresentação de Fernanda foi embasada em um trabalho de pesquisa realizado com duas mestrandas autistas a quem leciona: Beatriz Menezes da Silva, discente em letras de português e francês, e Anna Flora Eichemberger Ummus, que cursa letras de português e inglês. Elas são pesquisadoras sobre o TEA e integrantes do grupo de pesquisa Interação Cognição e Multimodalidade (InComul), da Unifesp.

O evento contou também com apresentações culturais da Cia. Ballet de Cegos, da Associação Fernanda Bianchini e dos educandos surdos da classe bilíngue da EPG Crispiniano Soares, que atuaram na peça teatral O Patinho Surdo.

Galeria




Outras Notícias