Cookie Consent by FreePrivacyPolicy.com Portal da Secretaria de Educação de Guarulhos


Gestores participam de formação sobre atendimento a estudantes refugiados



Por Carla Maio
Publicado em 21/02/2024
Editado em 26/02/2024, às 7:58

412 visualizações

Na manhã desta terça-feira (20), diretores e coordenadores das escolas da rede municipal participaram de encontro formativo sobre estudantes afegãos em situação de refúgio, na sede da Secretaria de Educação, no Macedo. O encontro contou com as presenças dos coordenadores das Casas de Acolhimento para Migrantes e Refugiados sediadas em Guarulhos, Representantes do Núcleo Batuíra, Secretaria de Assistência Social e ASBRAD.

A formação contou com a participação do afegão Sayed Baset Sadat, 22, mediador cultural da Casa de Acolhimento Cemeando, no Jardim Ponte Alta, responsável pelo atendimento das demandas do público afegão. “A educação é muito importante para as crianças afegãs, ir para a escola, fazer amigos brasileiros, aprender português e a se conectar com a cultura desse novo lugar”, diz o jovem, que conta que chegou ao Brasil há cerca de 11 meses.

O encontro abordou o processo de acolhimento e inclusão de educandos em situação de refúgio nas escolas da rede própria e parceira. De acordo com a vice-diretora da EPG Patrícia Galvão, Pagú, Maysa Tiemi Kami, o encontro formativo com as casas de acolhimento potencializa ainda mais o trabalho realizado na escola. 

Para além do estreitamento das relações entre as escolas e as Casas de Acolhimento, o encontro objetivou ainda potencializar propostas que favoreçam o processo de aprendizagem e desenvolvimento dos educandos.

“O atendimento a crianças afegãs se abre como um universo completamente novo para todos nós, o grupo de professores é ótimo, extremamente acolhedor e disposto a contribuir com o desenvolvimento integral desses alunos”.

A formação é resultado da aproximação das casas de acolhimento com a equipe da Seção Técnica de Ações Educativas para Igualdade Racial e de Gênero do DOEP (Departamento de Orientações Educacionais e Pedagógicas), que se desdobrou na necessidade de abordagens formativas com os profissionais das escolas.   

Para Sinval Rodrigues dos Santos, coordenador do Acolhimento Cemeando, a articulação entre as escolas, a Secretaria de Educação, as casas de acolhimento e as famílias afegãs têm sido o diferencial do atendimento realizado no município. “Esse é um momento novo, agora as crianças já estão inseridas e estamos todos aprendendo como acolher ainda mais essas crianças refugiadas”, explica Sinval, enfatizando que o acolhimento favorece a aprendizagem em múltiplas dimensões, sobretudo no aspecto cultural.

Na rede municipal, 29 alunos afegãos são atendidos nas EPGs Amélia Duarte da Silva, Castro Alves, Vinícius de Moraes, Edson Nunes Malecka, Bárbara Andrade Tenório de Lima, Zélia Gattai, Jorge Amado, César Lattes, Dolores Gilabel Hernandes Pompêo, Patrícia Galvão, Casimiro de Abreu e Batuíra Serviço de Promoção da Família II , IGEVE II Inocoop – Instituto de Gestão Educacional e Valorização do Ensino.


Galeria



Assuntos Relacionados

Educação


Outras Notícias