Cookie Consent by FreePrivacyPolicy.com Portal da Secretaria de Educação de Guarulhos


Alunos da EPG Perseu Abramo reescrevem o clássico Chapeuzinho Vermelho



Por Carla Maio
Publicado em 22/05/2024
Editado em 24/05/2024, às 12:23

328 visualizações


Alunos do 2º ano da EPG Perseu Abramo, no Lavras, participaram da atividade As várias versões de Chapeuzinho Vermelho, ação que integrou o Abril Literário da unidade escolar.  Neste período, eles realizaram leituras de diversas versões do clássico conto de fadas para construir repertório essencial ao embasamento da criatividade dos alunos diante da proposta de criação de seus próprios livros. A ação culminou com a visita das famílias à exposição dos livros exibidos na escola. Para conferir algumas das produções, clique aqui.

Interpretação oral, desenhos, produção escrita das versões dos livros expostos (escritos juntamente com as famílias), rodas de conversa com relação as diferentes versões do mesmo conto e ilustrações dos autores (autorretrato) foram algumas das atividades que fizeram parte dessa produção de reescrita do conto da Chapeuzinho Vermelho.

Durante as rodas de conversa foram dadas as instruções aos educandos. A professora da turma do 2º ano C, Vitória Aparecida Vitor da Silva , elaborou também um bilhete para as famílias, explicando como se daria a reescrita e incentivo às finalizações durante as aulas.

“O objetivo principal foi unir a família na construção da história, aumentar a autoestima com relação a capacidade de escrever. Isso permite que os alunos compreendam que para escrever um livro são necessários vários passos e que há funções diferentes em cada trabalho dentro de um livro, como o do ilustrador, do escritor, a edição, entre outras”, explicou Mirian Elena da Costa, coordenadora pedagógica.

A coordenadora observou ainda intenso trabalho com os saberes da Proposta Curricular Quadro de Saberes Necessários (QSN/2019) alcançados com a atividade, dentre os quais o respeito à produção textual própria e alheia, a leitura no processo de escrita e reescrita, o reconhecendo de palavras do seu cotidiano, apropriação do sistema de escrita, desenvolvimento de estratégias de compreensão, entre outros.

A coordenação avaliou ainda a potência das atividades realizadas pelo grupo docente durante o Abril Literário, que se mostrou bem empenhado ao incentivo à leitura e na elaboração de diferentes abordagens para fomentar a escrita. 


Galeria



Assuntos Relacionados

Educação Abril Literário


Outras Notícias