Cookie Consent by FreePrivacyPolicy.com Portal da Secretaria de Educação de Guarulhos


Exposição no Arquivo Histórico mantém viva a memória do carnaval em Guarulhos



Por Carla Maio
Publicado em 24/02/2022
Editado em 24/02/2022, às 15:43

248 visualizações


Por conta da pandemia da Covid-19, que ainda tem altos índices de contágio, a Prefeitura de Guarulhos não vai promover eventos de Carnaval na cidade em 2022, conforme decreto nº 38788, de 18 de fevereiro. Ainda assim, a cidade aposta em alternativas criativas para celebrar uma das festas mais alegres e características da cultura brasileira. 

Até o dia 31 de março, de segunda a sexta, das 8h às 17h, o Arquivo Histórico apresenta a exposição Abre Alas, composta por imagens de carnavais de rua, bloquinhos e foliões, registros antigos dos grandiosos desfiles das escolas que já brilharam nas passarelas guarulhenses. Dentre as imagens, registros de um período que vai de 1975 a 2000, destacam-se os saudosos bailes da centenária Banda Lira de Guarulhos, que conquistaram públicos de todas as idades com animado repertório de marchinhas.

O acervo de imagens que fazem parte da exposição é marcado ainda por grande diversidade, uma das características do carnaval no Brasil, elemento de grande beleza dessa festa popular.


Além da exposição, o agitador cultural e ex-presidente da Liga das Escolas de Samba de Guarulhos (Liesg), Ailton Diller, participa do podcast História(s) da Arte e Cultura em Guarulhos, da Série Em Memória. O episódio ficará disponível a partir desta sexta-feira (25), pelo link https://open.spotify.com/episode/1yAlWRfu6g0ev1i9I3Ekhr?si=370a15a892ab4a4d.  

Você sabia?

A escola de Samba mais antiga da cidade foi a Império de Guarulhos, fundada em 1973; 

Silvino Franco, da Império de Guarulhos, foi compositor do primeiro samba-enredo de Carnaval da cidade;

Nas avenidas Paulo Faccini e Tancredo Neves, o Carnaval era precedido de baile vespertino para crianças, animado pela Banda Lira de Guarulhos;

Terezina Gomes, a Babá Tereza, da Império de Guarulhos, recebeu o título de Primeira-dama do Samba de Guarulhos;

Angelo Lescano foi o primeiro Rei Momo de nossa cidade.

O Arquivo Histórico de Guarulhos integra o complexo do Centro Municipal de Educação Adamastor, que fica na Av. Monteiro Lobato, 734, no Macedo, em Guarulhos.

Outras exposições 

As exposições de arte nos espaços públicos da cidade voltaram com força total. Os espaços expositivos estão adequados aos protocolos de segurança e contam com controle de acesso para garantir o distanciamento entre as pessoas, obrigatoriedade do uso de máscara e uso de álcool gel.


Até o dia 4 de março, a Biblioteca Monteiro Lobato apresenta exposição com imagens dos 16 autores mais procurados pelo público que frequenta o espaço, dentre os quais Jorge Amado, Machado de Assis, Sidney Sheldon, José Saramago, entre outros. Já no salão de exposições, até o dia 13 de março acontece a mostra fotográfica Destinos, da artista Tati Mendes. O público pode conferir as exposições de segunda a sexta-feira das 9h às 17h30. A Biblioteca Monteiro Lobato fica na Rua João Gonçalves, 439, no centro.

O 17º Salão Nacional de Arte Contemporânea de Guarulhos segue até o dia 6 de março, diariamente, das 8h às 22h, exceto feriados no Salão de Exposições do Adamastor. Nessa exposição, o público pode conferir mais de 190 obras, de 132 artistas de diversos estados, disponíveis nas categorias fotografia, pintura, gravura, instalação, desenho, escultura, arte digital e arte-objeto.

Até o dia 3 de maio, o hall do Adamastor recebe a exposição Tesouros naturais do Grupo de Visegrád, com imagens que mostram a beleza natural de quatro países da Europa Central, Hungria, Eslováquia, Tchéquia e Polônia, uma das regiões mais espetaculares do planeta. 

Para mais informações sobre os eventos culturais em Guarulhos, acesse https://www.guarulhos.sp.gov.br/agendacultural.

Fotos: André Okuma/PMG




Assuntos Relacionados

Cultura


Outras Notícias