Cookie Consent by FreePrivacyPolicy.com Portal da Secretaria de Educação de Guarulhos


Alunos do 1º ano da EPG Zuzu Angel produzem livro de forma coletiva



Por Danielle Andrade
Publicado em 11/08/2023
Editado em 21/08/2023, às 16:07

1006 visualizações


A cobra vive deitada. A minhoca vive enrolada. O pavão vive no centro da atenção. São nessas diferentes situações que os animais vivem no livro Lugar de Bicho, de Viviane Távora, com ilustrações de Clara Gavilan. A partir da leitura realizada pela professora Luciana Fernandes para a turma do 1º ano da EPG Zuzu Angel, na Vila Alzira, surgiu a ideia de escrever um livro de forma coletiva, na qual foram trabalhadas a imaginação e o gosto pela leitura, o que favoreceu o processo de alfabetização e o letramento por meio da poesia.

 

Durante a leitura as crianças sentiram a falta de alguns animais e pediram para escrever sobre outros bichos que não estavam presentes na história. Então, com o incentivo da professora, veio a proposta de escrever um livro em grupo. Os alunos listaram os animais, votaram e definiram quais iriam para o livro; depois, escreveram coletivamente sobre o lugar onde cada bicho iria viver, explorando a criatividade durante toda a atividade.

 

“A professora propôs uma situação que motivou os educandos a produzirem textos reais e significativos a partir da leitura realizada diariamente. A iniciativa envolveu o desejo e a curiosidade de falar de outros animais que não constavam no livro. Esses momentos reflexivos sobre a prática docente vêm acontecendo no programa Leia (Leitura, Emancipação, Interação e Alfabetização), com ações que vêm ao encontro da proposta curricular da rede”, explica Marlene Rosa, tutora do Leia.

 

O processo de elaboração do livro durou cerca de uma semana. No decorrer da criação a turma o completou com algumas informações, como o número de páginas, a foto do escritor, do ilustrador e dos alunos.

 

Exposição  

 

Com o livro pronto as crianças decidiram que apresentariam a história para as suas famílias. Dessa forma, nesta quinta-feira (10), a turma expôs o projeto para as demais turmas e as famílias, que prestigiaram os trabalhos.

 

Em grupos, os próprios alunos confeccionaram cartazes e desenharam no papel kraft para forrar as mesas, onde os livros ficaram em exposição. “Eu fiquei muito animado ao criar histórias, de ver a minha foto como autor. A partir dos livros nós aprendemos a nos comunicar melhor”, relatou o aluno João Reis Barbosa, que estava orgulhoso pela criação, juntamente com seus amigos de classe.

 

O projeto do livro potencializou as ações para a alfabetização, além de favorecer a interação entre os alunos com diferentes saberes, com momentos de contação de histórias e a leitura como forma de estímulo para a formação de pessoas.

Galeria




Outras Notícias